Sporting e Algés campeões nacionais da 1ª Divisão

764

Pela oitava vez consecutiva, o Sporting Clube de Portugal é campeão nacional de clubes da 1ª divisão em masculinos, após uma luta frenética durante toda a competição com o Sport Lisboa e Benfica que se sagrou vice-campeão nacional. A luta pela vitória reeditou a edição da época anterior, contudo ambas as equipas estiveram mais próximas durante toda a competição, com a equipa de Alvalade somente a consolidar a liderança ao longo do segundo dia.

Naturalmente que os “team leaders” de ambas as equipas, Alexis Santos e Miguel Nascimento, foram dois dos grandes protagonistas da competição, mas ambas as equipas apresentaram formações coesas e equilibradas, esgrimindo-se por todos os pontos disponíveis. João Vital acabou com a melhor performance da competição com o resultado dos 400 estilos (4:17.76 – 846pts), marca que é mínimo para os mundiais de Gwangju.

Depois dos campeonatos da semana anterior com um grande número de recordes e mínimos, não era expectável outra série de queda de recordes, mas Alexis ainda bateu o recorde nacional dos 50m costas (25.44), na prova que o Diogo Costa (ADRCIMM) também bateu o recorde do escalão de juniores de 17 anos (26.67).

O Sporting foi ainda responsável por bater recordes nacionais em todas as provas de estafetas, sendo de seniores e absolutos nos 4×100 estilos (3:44.22) e 4×200 livres (7:26.262), e de seniores nos 4×100 livres (3:25.00).

O Futebol Clube do Porto voltou a ser terceiro classificado, à frente do Clube Futebol Os Belenenses que surpreenderam pela positiva e do Sport Algés e Dafundo. O Colégio Integrado Monte Maior terminou na nona posição garantindo a permanência na primeira divisão e que todas as equipas de Lisboa participantes permanecessem na divisão máxima, a que se irá juntar no próximo ano a União Piedense que foi campeã da segunda divisão.

O Sport Algés e Dafundo é tricampeão nacional da 1ª divisão, numa luta muito intensa durante toda a competição com o Sporting Clube de Portugal (2º) e o Sport Lisboa e Benfica (3º), tendo existido ao longo das quatro sessões permanentes trocas de posições.

Várias foram as atletas em evidência das três equipas, destacando a melhor performance da competição para a Rafaela Azevedo (SAD) no percurso de costas da estafeta de estilos, (1:02.19 – 811pts) muito próximo do recorde absoluto que obteve na semana anterior, para além do recorde nacional absoluto nos 200m costas obtido pela Rita Frischknecht (SAD) com 2:15.03.

Ainda em destaque esteve também a equipa campeã pelos dois novos recordes nacionais de estafetas, obtidos nas provas de 4×200 livres (8:22.93) e nos 4×100 estilos (4:14.70).

Não podemos deixar de destacar o facto do pódio ter sido inteiramente para equipas da ANL, a que se juntou o oitavo lugar do Clube Futebol Os Belenenses, o que garantiu, tal como na competição masculina, a permanência de todas as equipas participantes de Lisboa na divisão máximo do campeonato nacional de clubes.

Resultados

(Fotos: FPN)